UnderGround Forums
 

Português UnderGround >> O rato roeu errado


5/6/05 6:56 AM
Ignore | Quote | Vote Down | Vote Up
HEATFC
Send Private Message Add Comment To Profile

Edited: 06-May-05
Member Since: 10/19/2003
Posts: 27
 
O rato roeu errado Na semana passada o apresentador do SBT Roberto Massa, popularmente conhecido como Ratinho, expôs ao vivo sua opinião acerca da modalidade esportiva (?) chamada Vale-Tudo (ou MMA). Criticando duramente esse tipo de atividade, ele protestou quanto à realização de eventos dessa natureza em solo brasileiro, sob alegação de que a violência se faz presente junto aos jovens incentivados por essa prática. Todo seu discurso foi ilustrado por imagens de eventos internacionais - alguns de qualidade duvidosa - dentre os quais o Ultimate Fighting Championship (UFC). Seu programa, apesar de obedecer a um padrão de qualidade questionável, obtém diariamente uma média de audiência acima de dois dígitos percentuais, transformando-o em vice-líder no horário nobre da TV aberta nacional. Ou seja: atinge milhares de residências em todo país - mesmo que seja em sua grande maioria nas classes C e D. Ratinho comete um grande equivoco quando critica de forma preconceituosa um esporte que até canal exclusivo possui. Mesmo citando a realidade americana e fazendo um comparativo com a brasileira, ele esquece de mencionar – no caso do Brasil - que o principal agente causador da violência urbana é a desigualdade social. Esse problema histórico que perpetua velhas oligarquias – as famosas famílias tradicionais - no poder, criando uma elite indiferente para com seu país, em detrimento da massa de excluídos sociais, ocasionando movimentos de revolta como o MST ou mesmo algumas aberrações como o PCC. A suposta preocupação com a segurança nacional exibida pelo âncora da emissora de Silvio Santos, deveria estar voltada para os constantes casos de desvios de verbas, corrupções e negociatas envolvendo políticos – alguns dos quais amigos de Ratinho - que tanto atrapalham nosso progresso sócio-econômico. Talvez ele esteja mais preocupado em veicular esquisitices apelativas, como doentes em estado terminal de alguma doença rara. Obedecendo a ditadura da mídia – e nesse caso o apresentador paranaense é enquadrado - algumas pessoas sob efeito de notícias tendenciosas ou comentários maldosos começam a se perguntar: Vale-Tudo é esporte ou uma briga legalizada? São duas pessoas se agredindo ou atletas profissionais que treinam diariamente uma gama de artes marciais em busca de vitórias em cima de um ringue? Nomenclaturas a parte, percebemos um certo repúdio da população em geral quando imagens da modalidade são mostradas em tevês abertas. Ainda mais quando comentadas negativamente por um infame apresentador. Talvez por desconhecimento ou mesmo (falso) puritanismo – afinal trata-se do maior país católico do mundo – as cenas exibidas de duas pessoas trocando chutes e socos agride quem não está familiarizado. Todo o meio envolvido no desenvolvimento da modalidade está trabalhando duro e incessantemente – empresários investindo em equipes profissionais, atletas atuando em diversas partes do globo, promotores organizando eventos com segurança e o torcedor aumentando cada vez mais. As matérias realizadas com os principais campeões de Vale-Tudo em diferentes canais – inclusive no Programa do Ratinho – somadas às opiniões positivas por parte de pessoas importantes em diferentes áreas na mídia nacional despejam doses animadoras de incentivos para quem habita o meio. A jornalista Glória Maria, o apresentador Fausto Silva e o escritor/colunista da Veja Diogo Mainardi, são alguns dos exemplos de simpatizantes que podemos citar. Aos poucos a familiarização ganha corpo e novos aficionados surgem de onde menos esperávamos – Vide Mainardi. Do outro lado do mundo, eventos japoneses inspiram aos amantes do Vale-Tudo no Brasil – atletas, professores, managers e promotores – onde muito dinheiro é gerado em disputados contratos televisivos, altas cotas de patrocínios e público pagante semelhante à final de campeonatos de copa do mundo de futebol. Gradativamente o esporte vem se desenvolvendo nos cinco continentes, e o Brasil contribui de forma destacada não só com matéria-prima – os lutadores – mas aos poucos também como mercado de trabalho para atletas de várias partes do planeta. A postura adota por Ratinho nos faz sentir o gosto amargo do retrocesso, semelhante à quando éramos tachados de vândalos. Mas de certa forma, nos fortalece ainda mais, quando pensamos em outros esportes que sofreram para ultrapassar a barreira da rejeição popular – podemos citar o surf como maior exemplo. Querendo ou não, os mais conservadores serão obrigados a aceitar os fatos. O Vale-Tudo tem apelo junto aos jovens e se hoje alguém torce o nariz, corre o risco de ver - em um futuro bem próximo - a diversão do final de semana de seus filhos e netos traduzido em presença assídua nos ginásios pelo Brasil afora, assistindo emocionantes combates do desporto em questão. Pois como diria o musico baiano João Gilberto: "Se o povo gosta, algo há". Conrado Carlos heatfc2003@yahoo.com.br
5/6/05 8:03 AM
Ignore | Quote | Vote Down | Vote Up
V@le-Tudo
3 The total sum of your votes up and votes down Send Private Message Add Comment To Profile

Edited: 06-May-05
Member Since: 01/01/2001
Posts: 194
Não vi o programa (estaria maluco se visse esse lixo chamado Ratinho), mas só tenho uma coisa a acrescentar:
clap, clap, clap, clap, clap
5/14/05 6:59 AM
Ignore | Quote | Vote Down | Vote Up
BRO HYMN
1 The total sum of your votes up and votes down Send Private Message Add Comment To Profile

Edited: 14-May-05
Member Since: 01/01/2001
Posts: 8353
Senascionalismo puro e barato.

Reply Post

You must log in to post a reply. Click here to login.